Despesas médicas nos EUA: entenda o que você tem e não tem direito

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

despesas médicas nos EUA

Para ter direito a atendimento médico nos Estados Unidos será preciso contar com um plano de saúde. Por isso, quem estiver planejando uma viagem até lá não pode deixar de adquirir o seguro com cobertura para consultas e internação.

A contratação do serviço deve estar entre os principais quesitos na hora do planejamento já que as despesas médicas nos EUA são muito altas. Mesmo para quem mora naquele país e conta com seguro, os valores são bastante elevados.

Despesas médicas nos EUA: o que o seguro cobre?

Nos Estados Unidos o acesso ao atendimento médico é possível para todos. Até mesmo imigrantes ilegais recebem assistência. Isso não significa, entretanto, que não haverá custos como acontece no sistema único de saúde, no Brasil, o (SUS).

Dificilmente não será necessário arcar com despesas médicas nos EUA. Até existem planos com 100% de cobertura, mas muitas vezes o paciente ainda vai ter que pagar uma porcentagem — ainda que pequena — pelo atendimento.

Para quem está de passagem, a regra é a mesma e tudo também dependerá do nível de cobertura contratado. Por isso, é importante conferir o contrato com cuidado e lembrar que internações precisam constar na negociação.

Emergências X casos mais simples

Em casos de emergência as despesas médicas nos EUA podem ser bastante grandes. Até mesmo cirurgias consideradas simples, como apendicite, podem custar milhares de dólares. De acordo com relato de estrangeiros que moram por lá, o valor pode chegar a 25 mil dólares. Já um dia internado pode custar mais de 12 mil.despesas médicas nos EUA

Por isso, se não se tratar de uma emergência, a recomendação é de que, mesmo com seguro saúde, o paciente procure por clínicas mais simples, ou seja, não recorra ao E.R ou a uma Urgent Care, que costuma prestar atendimento 24 horas.

Às vezes, para uma gripe é mais fácil recorrer a um ambulatório ou até mesmo farmácia, pois sairá muito mais barato do que procurar um hospital. Mas é sempre muito importante buscar referências dos locais.

Para quem contratou um seguro saúde a dica é entrar em contato com a empresa para ter todas as referências e recomendações necessárias.

Doenças preexistentes

Quando há doenças preexistentes é importante consultar se o seguro viagem em vista oferece cobertura nessas situações. Às vezes será preciso não só uma consulta como exames, internação e tudo isso precisa estar incluso.

No passado, muitas empresas não ofereciam seguro viagem com cobertura médica para pessoas com doenças preexistentes, mas com o passar dos anos o cenário mudou. As despesas, nesse caso, seriam mesmo com medicamentos.

As despesas médicas nos EUA costumam ser bastante altas até mesmo para quem contrata o seguro saúde, pois muitos planos não arcam com 100% do atendimento necessário. Portanto, quem está pensando em viajar para a América do Norte, não pode deixar de adquirir o serviço. Do contrário, pode voltar cheio de dívidas hospitalares.

O que achou deste artigo? Ajudou a esclarecer as dúvidas sobre despesas médicas nos EUA? Deixe aqui o seu recado e sugestões de tema para o nosso blog.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×