3 doenças fatais que você pode pegar em outro país

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

doenças fatais

Uma das primeiras providências que tomamos quando fechamos uma viagem internacional é o seguro de saúde. Essa é uma decisão importantíssima, não só para deixar a família mais tranquila para se divertir, mas também quanto ao dinheiro. Isso porque os gastos médicos no exterior são altíssimos e podem gerar dívidas muito maiores que a possibilidade financeira da família.

O que todos esperamos é que os serviços de saúde no exterior nunca tenham que ser acionados. Mas é importante saber todas as possibilidades para que possamos ter cuidados específicos. Por isso, fizemos uma lista com as 3 doenças fatais que podem ser contraídas em outro país. Continue lendo e se informe!

1. Cólera é uma das doenças fatais

A cólera é uma infecção intestinal que mata milhares de pessoas em todo o mundo. Ela é comum em locais onde o tratamento de água é precário. Isso porque ela é transmitida por meio da água contaminada, bebida diretamente ou usada para lavar e preparar alimentos.

Essa é uma infecção intestinal que causa diarreia aguda. Quando não tratada imediatamente, ela provoca uma desidratação muito rápida que pode levar à morte. Mas não se desespere, é possível se prevenir usando purificadores portáteis, por exemplo.   

2. Raiva pode ser transmitida em outro país

A raiva é uma doença muito grave que na maioria das vezes leva à morte. Ela está nessa lista de doenças fatais que podem ser transmitidas em outro país, pois no Brasil ela está quase erradicada. Isso porque o governo brasileiro estabeleceu formas muito rigorosas de controle da doença há muitas décadas. Essas medidas também foram tomadas por países desenvolvidos, mas não são todos que a controlaram ainda.doenças fatais

Basicamente, ela é transmitida pela mordida do animal infectado, mais especificamente pela saliva dele. Os sintomas são a baba em excesso, febre baixa, sensibilidade grande no local da mordida, perda de sensibilidade em outras regiões do corpo, perda de funções musculares, convulsões, formigamento, agitação, dificuldade para engolir e muita ansiedade.

A recomendação é que pessoas que forem viajar e entrar em contato com animais tomem a vacina. Principalmente quem for fazer turismo de aventura em cavernas, onde existem muitos morcegos. Em caso de mordida, um profissional de saúde deve ser procurado imediatamente.

3. Encefalite Japonesa pode ser assintomática

A encefalite japonesa é transmitida pela picada de um mosquito. Ele infecta as pessoas com um vírus que em 90% dos casos não provoca sintomas. Mas quando eles se manifestam, são congestão nasal, calafrios, febre, diarreia, dores de cabeça, vômitos, mialgias generalizadas e convulsões.

O tratamento é basicamente o controle e alívio dos sintomas. Em até 40% dos casos, quando os sintomas estão muito fortes, pode levar a morte. Por isso, o segredo é se prevenir usando repelentes, mosquiteiros e até mesmo usar o ar condicionado dentro dos ambientes. Essa é uma doença mais comum nos países do sudoeste da Ásia, como Japão, China, Filipinas, Taiwan, Coreia, e também na Índia.

Ninguém quer viajar e contrair alguma dessas doenças fatais. Principalmente se está passeando em outro país. Fora os riscos de morte, o acesso aos serviços de saúde é muito custoso. Por isso, previna-se de todas as formas possíveis, informe-se sobre as possíveis doenças que podem ser contraídas no seu local de destino. E, acima de tudo, não subestime o poder do seguro de viagem.

Se você tem experiências em países com foco de doenças fatais, conte nos comentários quais foram as suas providências para se prevenir. Ajude outras pessoas a fazerem viagens inesquecíveis.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×